Retratos sem Medo – Uma exposição Solidária

Introdução

Um dos grandes flagelos da nossa sociedade é a violência praticada por pessoas, com ou sem laços de sangue, para se apoderar ou controlar a proxima. Com o intuito de ajudar as pessoas vítimas desta adversidade, existem instituições prontas a ajudar como a APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima e a The light Space. No entanto, também compete ao cidadão comum ajudar a acabar com este flagelo, dando apoio a estas instituições e também denunciando esses comportamentos. Como cidadão comum e ciente deste problema, o fotógrafo artístico Paulo Carvalho organizou uma exposição fotográfica, com a finalidade de angariar fundos para as instituições acima mencionadas, através da venda dos trabalhos expostos. Esses trabalhos artísticos pertencem a diversos fotógrafos internacionais, onde se destacam as conceituadas fotógrafas Brooke Shaden e Amani Alshaali, que gentilmente aceitaram em participar neste evento.

 

“The light space”

“The light space”, é uma escola de fotografia com sede em Calcutá, Índia, para sobreviventes ou vulneráveis à violência doméstica e ao tráfico de seres humanos para fins sexuais.
O objetivo desta escola é ensinar a fotografia, tanto no campo profissional, como também no campo da capacitação e auto expressão pessoal.
O programa desta escola conta com um currículo educacional de 5 meses de duração, com exercícios específicos na área da fotografia prática e edição, para a sua reabilitação e acima de tudo readquirir uma esperança perdida. Após estes 5 meses, terão mais 5 meses de formação, para assim poderem tornarem-se também formadores na escola e assim usufruírem de um salário.
Para a formação destes sobreviventes, a “The light space” conta com instrutores locais e internacionais a título totalmente solidário, funcionando também em parceria com a “Blossomy” e uma ONG de Calcutá, a “New Light Índia”.
A “Blossomy” é uma organização americana, sem fins lucrativos e que trabalha em programas criativos para vítimas de tráfico humano.
A “New light Índia” tem caráter solidário e opera a partir de um templo no bairro da luz vermelha de Kalighat e ajuda mais de 250 crianças de várias faixas etárias. Os serviços oferecidos pela “New Light Índia” inclui educação, saúde, apoio nutricional, instalações de lazer, cuidados de HIV…
A “The light space” vai já no seu quarto ano a formar sobreviventes e em todos os anos necessita de angariar cerca de 12 mil dólares, que servirão para diversos pagamentos, como por exemplo o consumo de água e de luz, assim como do espaço (renda) no qual a escola está sediada.

 

Associação Portuguesa de Apoio à Vítima

Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) é uma instituição particular de solidariedade social, pessoa colectiva de utilidade pública, que tem como objectivo estatutário promover e contribuir para a informação, protecção e apoio aos cidadãos vítimas de infracções penais. É, em suma, uma organização sem fins lucrativos e de voluntariado, que apoia, de forma individualizada, qualificada e humanizada, vítimas de crimes, através da prestação de serviços gratuitos e confidenciais.

“Retratos sem medo”

Qual o artista que nunca sentiu aquele frio na barriga quando pensa em partilhar a sua arte! Os artistas no início da sua carreira artística, passam por uma fase de muitos receios e medos no que diz respeito ao partilharem as suas obras. Seja pelos pensamentos de inferioridade, de fracasso ou da severa crítica dos críticos da arte, muitos realizam a sua arte e arrumam na gaveta. Todas as obras artísticas devem ser partilhadas, pois a arte é um meio de comunicação que se usa para transmitir emoções e estórias. É preciso entender que e como dizia Aristóteles, “o objetivo da arte não é representar a aparência exterior das coisas, mas o seu significado interior”.
É com este pensamento que esta exposição tem o nome de “Retratos sem medo”. Será uma exposição de retratos, onde os artistas partilham suas obras sem receios, transmitindo as suas estórias e as suas emoções, demonstrando que é possível enfrentar essa palavra medo. É isso que este artistas que gentilmente aceitaram em colaborar nesta exposição, pretendem demonstrar, pois também eles passam por esses receios, mas ainda assim partilham as suas obras.
Mas esta exposição não tem só como objetivo primordial mostrar que devemos partilhar arte, mas também partilhar a solidariedade com o próximo.
A palavra medo infelizmente também está muito associada à violência doméstica. Violência essa que pode ser física, psicológica, sexual, econômica.. E quando a arte se associa à solidariedade, o resultado desta associação só poderá ser positiva. Não só para quem se destina essa solidariedade, mas também para todos os intervenientes que demonstrem essa mesma solidariedade.

Com o apoio de ….

 

 

Introdution

One of the great scourges of our society is violence committed by people with or without blood ties, to seize or control the next one. In order to help people who are victims of this adversity, there are institutions ready to help, such
as the APAV – Portuguese Association for Victim Support and The Light Space. However, it is also up to the normal citizen to help end this scourge by giving support to these institutions and also denouncing these behaviors. As
an normal citizen aware of this problem, the artistic photographer Paulo Carvalho organized a photographic exhibition, with the purpose of raising funds for the aforementioned institutions, through the sale of the exhibited works.
These works belong to several international photographers, such as the renowned photographers Brooke Shaden and Amani Alshaali, who kindly accepted to participate in this event.

 

English Version

 

The light space

“The light space” is a photo school based in Calcutta, India, for survivors or vulnerable to domestic violence and human trafficking for sexual purposes.
The objective of this school is to teach photography, not only in the professional field but also as in the field of personal empowerment and self-expression.
The program of this school has a 5-month educational curriculum, with specific exercises in the field of practical photography and editing, for its rehabilitation and above all, regaining a lost hope. After these 5 months, they will
have another 5 months of training, so that they can also become trainers at school and so receive a salary.
For the formation of these survivors, “The light space” counts with local and international instructors in a totally solidarity way, working also in partnership with “Blossomy” and a NGO of Calcutta, “New Light India”.

Blossomy is an American nonprofit organization that works on creative programs for victims of human trafficking.

“New light India” is supportive and operates from a temple in the red light district of Kalighat and helps more than 250 children of various age groups. The services offered by “New Light India” includes education, health, nutritional
support, leisure facilities, HIV care …

“The light space” is already in its fourth year to form survivors and in every year needs to raise about $ 12,000, which will serve for various payments such as water and light consumption, as well the space (Income) on which the school
is based.

APAV – Portuguese Association for Victim Support
The Portuguese Association for Victim Support (APAV) is a private social solidarity institution, whose statutory objective is to promote and contribute to information, protection and support for citizens who are victims of
criminal offenses. It is, in short, a non-profit and voluntary organization which supports, in an individualized, qualified and humanized way, victims of crime by providing free and confidential services.

Portaits without fear

What artist has never felt that cold in the belly when he thinks of sharing his art! Artists at the beginning of their artistic career go through a period of many fears about sharing their works. Whether by the thoughts of
inferiority, failure, or the harsh criticism of art critics, many perform their art and tidy up the drawer. All artistic works must be shared, since art is a means of communication that is used to convey emotions and stories.
We must understand that, as Aristotle put it, “the goal of art is not to represent the outward appearance of things, but their inner meaning.”
It is with this thought that this exhibition has the name of “Portraits without fear”. It will be an exhibition of portraits, where artists share their works without fear, conveying their stories and their emotions, demonstrating
that it is possible to face this word fear. This is what these artists who kindly accepted to collaborate in this exhibition, pretend to demonstrate, because they also go through these fears, but still share their works.
But this exhibition is not only aimed primarily at showing that we should share art, but also share solidarity with others.
Unfortunately, the word fear is also very much associated with domestic violence. Violence that may be physical, psychological, sexual, economic … And when art is associated with solidarity, the result of this association can
only be positive. Not only for whom this solidarity is intended, but also for all the actors who demonstrate this solidarity.”

 

With support from:

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *